Mostrando entradas 1 para 10 de 12
Próximo 2 Entradas mais antigos »
Displaying posts with tag: framework (reset)
Laravel Forge + Envoyer + Managed Hosting = Nucleus

Tenho gostado muito de usar o Laravel ultimamente. Um framework moderno do PHP, que vem com filas, um componente CLI, padrões decentes e um ecossistema de pacote incrivelmente grande, não menos importante, pelos rapazes do Spatie que publicam uma tonelada de seu trabalho on-line.

O que sempre me fascinou no ecossistema Laravel, é que o criador, Taylor Otwell, viu o panorama mais alargado do desenvolvimento de aplicativos. Não se trata apenas de escrever código, é sobre a execução de infraestrutura para suportá-lo (Laravel Forge), implantação de código confiável (Laravel Envoyer), gravação de testes de manutenção ( …

[Leia mais]
Plugin IntelliJ para Perl – domine o seu código

Desenvolver e navegar em uma grande base de código podem se revelar um grande desafio. Uma ferramenta comum quando enfrentamos uma grande base de código é o Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE). Infelizmente, a principal linguagem de programação na Booking.com, Perl, tem suporte limitado para IDE. Esta é a história do esforço conjunto com a comunidade open source para atender a essa necessidade de suporte para IDE para a linguagem de programação Perl.

A busca

No passado, eu trabalhei em grandes projetos em um ambiente baseado em Java e aprendi a importância e o valor de uma boa IDE para apoio em tarefas diárias, enquanto ela ajuda a navegar no seu caminho através das linhas intermináveis de código em seus projetos. Quando eu comecei a trabalhar na …

[Leia mais]
A Web é (finalmente) uma plataforma madura

Comecei minha carreira como um “desenvolvedor web” por volta de 2007. Eu havia me envolvido anteriormente com JavaScript, enquanto fazia sites em HTML/CSS bem cedo, no ensino médio, mas esse foi meu primeiro emprego de verdade como um desenvolvedor de software. Naqueles dias, LAMP (Linux/Apache/MySQL/PHP) era a única maneira sensata para construir uma aplicação web. Claro que você poderia usar servlets Java, ou construir aplicações usando CGI, mas quando o PHP se tornou estável, disponível e simples, ele rapidamente se tornou a escolha óbvia para uma enorme gama de aplicações.

Eu estou dizendo isso porque outro dia me deparei com esta pergunta no Quora, de um velho desenvolvedor PHP/MySQL que estava …

[Leia mais]
Desenvolvendo uma aplicação web com Lumen e MySQL

O Lumen é um novo microframework PHP desenvolvido por Taylor Otwell, o mesmo autor do famoso framework Laravel. Eu quis lhe dar uma chance e estou aqui para compartilhar as minhas experiências. Não sou um especialista em Lumen (ainda), mas acho que uma das melhores características desse framework é que ele torna realmente muito fácil iniciar um novo projeto. Então, para provar isso, vamos agora construir um aplicativo totalmente funcional suportado por um banco de dados MySQL em menos de 30 minutos. Você está pronto para começar?

Uma frase motivacional diária

Nosso aplicativo deve ser bastante simples, mas eu gostaria também de fazer algo útil. Sou um grande fã de citações motivacionais, e se …

[Leia mais]
.NET – Usando o SQL Server Compact 4.0 com Entity Framework 6

No artigo de hoje vou mostrar como usar o SQL Server Compact Edition 4.0 com o Entity Framework 6 em um projeto Windows Forms, usando a linguagem C#.

O Microsoft SQL Server Compact 4.0 é um banco de dados embutido gratuito que os desenvolvedores de software podem usar para construir sites ASP.NET e aplicativos de Windows desktop (você pode usar e distribuir o seu aplicativo com o SQL Server Compact 4.0 sem custo algum).

Este banco de dados utiliza poucos recursos do sistema e suporta a distribuição de seus binários em pastas de aplicativos. Com ele podemos realizar o desenvolvimento de aplicativos no Visual Studio e no WebMatrix, além de realizar a migração contínua de esquema e dados para o SQL Server.

Veja alguns dos recursos e limitações do SQL Server Compact:

  • É baseado em arquivo, o que significa que a sequência de caracteres de conexão é um caminho de arquivo para o arquivo de …
[Leia mais]
Level – Um framework NoSql para Node.js

Para entendemos melhor o que é o projeto Level, primeiro temos que entender um pouco mais do seu principal engine chamado LevelDB, banco de dados NoSql do tipo Key/Value, onde o value pode ser um Json{}, open source e idealizado pelo Google.

A princípio, o Google desejava encontrar um substituto ao SqlLite que estava sendo utilizado em seu navegador Chrome e levar alguns conceitos do Big Table para o Chrome. Assim, o LevelDB foi implementado no chrome como IndexedDB.

O LevelDB rapidamente mostrou-se tão poderoso que a empresa Basho fez um fork para erlang e adotou no seu framework de alta disponibilidade chamado RIAK, que é utilizado como banco de dados para o game Angry Birds e pelo Best-Buy, entre outros. Para maiores informações acesse:  …

[Leia mais]
Série Spring: CRUD Spring 3 + Hibernate + Unit Tests

Olá, pessoal! No artigo de hoje veremos como fazer um simples CRUD usando o Spring, integrando com Hibernate e testando via unit tests com JUNIT4. No último artigo vimos apenas uma integração com o Hibernate e também um CRUD usando HibernateTemplate. Hoje veremos que na versão 3 do Spring não precisamos mais do HiberanteTemplate e vamos testar nosso código com unit test.

Pra começar, vou seguir supondo que você já tem o .jars necessário para o ambiente. Já que esse não é o primeiro artigo da série (caso contrário terá que baixar os .jars para: driver Mysql 5, Hibernate 3.6, AOP, AspectJ, Spring 3.x).

Antes de começarmos a desenvolver, vamos primeiro estruturar nosso projeto e packages conforme a imagem a seguir:

Nosso CRUD será o cadastro  de veículos  que serão alugados. Claro que há muito mais regras …

[Leia mais]
CRUD com Hibernate e Spring framework

Olá, pessoal!

No artigo de hoje vamos fazer um CRUD usando Spring com Hibernate. Nos últimos artigos vimos as coisas de forma separada, para entendermos o funcionamento bem específico. Vou considerar que você tenha lido os artigos anteriores e aquilo que já foi explicado; logo, não irei repetir para evitar que o artigo fique longo. Vou só ressaltar o que for importante e relevante para que você entenda.

O nosso cenário

Será bem simples, funcional e o mais direto possível. O cenário é bem trivial: uma livraria tem vários e um livro está para uma categoria. Uma categoria pode ter vários livros.

Então, vamos exercitar o relacionamento @OneToMany do hibernate e a integração do Hibernate com Spring. E para completar, faremos a injeção de dependência usando Annotations.

Desenvolvimento

A seguir, como ficará o nosso projeto:

[Leia mais]
Série Spring: Hibernate com Spring Framework

Olá, pessoal! No artigo de hoje vamos ver como integrar o Hibernate com Spring. Faremos um exemplo que irá persistir um dado no banco. Vou considerar que você já tem o Hibernate 3.x e o Spring 3.x na sua máquina.

Lets go…

Para o exemplo vou usar o MySQL, caso não tenha o driver de conexão, vá no site do fabricante e faça o download.

Desenvolvendo

Crie um java project, o meu será chamado de SpringHibernate.

Agora crie o bean:

@Entity

public class Spring {

@Id

@GeneratedValue

private Long id;

private String name;

//getters/setters omitidos

}

E agora vamos criar o DAO:

@Repository

public class SpringDAO {

/*

* esse é o cara que cuida de tudo, obter a transação, iniciar

* fechar e persistir

*/

private HibernateTemplate hibernateTemplate;

public HibernateTemplate …
[Leia mais]
Respect: um microframework de respeito!

Era difícil imaginar, lá em 2010, que um modesto projeto PHP brasileiro no GitHub, sem nenhuma empresa por trás e sem nenhum programador dedicado 100% para desenvolvê-lo, ganharia milhares de usuários e dezenas de contribuidores de diversos países.

O nome Respect veio de uma das preocupações iniciais do projeto: não apenas respeitar standards e patterns mas tornar o uso deles uma experiência agradável, e não um inferno particular.

Sem dúvida o componente mais famoso do Respect é o Respect\Validation, feito para validar qualquer informação e, se houver uma falha, indicá-la de forma clara. O Exemplo 1 valida se uma string tem de 1 a 15 caracteres, somente letras, números e o caractere “_”. Esse é o formato de um nome de usuário do Twitter.

Exemplo 1: …

[Leia mais]
Mostrando entradas 1 para 10 de 12
Próximo 2 Entradas mais antigos »