Mostrando entradas 1 para 5
Displaying posts with tag: Kubernetes (reset)
Executando containers no Docker

Em resumo, o Docker é uma ferramenta que permite executar serviços facilmente em uma máquina. Ele garante que esses serviços estarão sempre no mesmo estado em todas as execuções, independentemente do sistema operacional ou bibliotecas do sistema. Isso pode parecer um pouco estranho, mas tente lembrar quantas vezes você já ouviu algo como “Eu não sei o que está acontecendo, ele funciona em minha máquina…”.

Ao lidar com aplicativos corporativos, é uma prática comum promover um artefato (uma versão de lançamento) através de muitos ambientes (como teste e casos de uso) antes de eventualmente implantá-lo para produção. No mundo ideal, esses ambientes deveriam ser como um espelho do ambiente de produção, mas na prática isso não é o que acontece na maior parte do tempo. Normalmente, esses ambientes são executados em diferentes máquinas, em diferentes sistemas operacionais e em diferentes versões da biblioteca, de …

[Leia mais]
Um ambiente simples usando Kubernetes e OpenShift Next Gen – Parte 04

Este artigo é a quarta parte de uma série sobre o básico necessário para usar o Kubernetes, caso você não tenha lido o texto anterior, recomendo lê-lo e depois voltar aqui para não ficar perdido.

Como citei antes, ainda existe um ponto de desconforto no ambiente, que é o fato das senhas e usuários estarem expostos diretamente nas configurações. O Kubernetes oferece uma solução para esse problema: os Secrets.

E agora irei mostrar como adicioná-los ao projeto.

Caso não tenha mais as fontes até o estado do artigoanterior, ou prefira …

[Leia mais]
Um ambiente simples usando Kubernetes e OpenShift Next Gen – Parte 03

Este artigo é a terceira parte de uma série sobre o básico necessário para usar o Kubernetes; caso você não tenha lido o artigo anterior, recomendo fazê-lo e depois voltar aqui para não ficar perdido.

Como comentei no artigo anterior, existem alguns problemas no ambiente que construí, e o principal deles é que os Pods não totalmente efêmeros, ou seja, se eu adicionar novos dados nele, no momento que o Pod fosse destruído, os dados iriam junto e sem backup!

E agora iremos tratar esse primeiro problema. Caso não tenha mais os fontes até o estado do artigo anterior, ou prefira acompanhar o meu andamento, pode pode pegá-los aqui: …

[Leia mais]
Um ambiente simples usando Kubernetes e OpenShift Next Gen – Parte 02

Este artigo é parte de uma série sobre o básico necessário para usar o Kubernetes. Caso você não tenha lido o primeiro, recomendo lê-lo e depois voltar aqui para não ficar perdido.

Conhecendo os componentes básicos explicados no post anterior, posso preparar a aplicação que mostrei para o Kubernetes.

O primeiro passo é definir quais são os Pods do meu cluster.

Embora o primeiro impulso seja colocar cada um dos contêineres em um Pod distinto e seguir em frente, esse não é necessariamente a melhor forma de defini-los. Por exemplo, em uma situação, certos contêineres têm o mesmo objetivo, ou dependem muito um do outro …

[Leia mais]
Um ambiente simples usando Kubernetes e OpenShift Next Gen – Parte 01

Como parte das minhas metas dentro da Coderockr está a construção de um cluster usando algumas das ferramentas de orquestração de contêineres que existem no mercado; como o Docker Swarm, Kubernetes, Apache Mesos etc.

Optei pelo Kubernetes no momento, tanto pelo pedigree, criado pelo Google e mantido pela Cloud Native Computing Foundation; quanto pela oferta de grandes clouds como a Red Hat, Azure e Google.

Quando estava avaliando as opções disponíveis, o Jean Carlo Machado (colega da CompuFácil), me sugeriu usar o …

[Leia mais]
Mostrando entradas 1 para 5